Descanso Merecido.

11 de novembro de 2009 at 10:45 pm (1)

Prisão de ventre3.2

Sabe quando dá aquela vontade de cagar, mas você segura bem forte? Aí, quando a vontade volta, vem com ainda mais força, e quando você resolve cagar, sai uma merda do tamanho de um mamão, que arromba seu cú e entope a privada? Pois então, foi mais ou menos isso que aconteceu em Itaipu nessa semana.

Desde 1999 que a questão energética no Brasil, em especial no Sudeste, estava mal resolvida. Cedo ou tarde a merda ia sair, e quando saiu, entupiu a privada e arrombou o cú de todo mundo. Metáforas à parte, o apagão dessa semana causou medo, complicou o trânsito e deixou muita gente entedida!

Mas apesar disso tudo eu confesso que adorei o apagão! A cidade de São Paulo, a capital que nunca durme, cochilou por algumas horas. Depois de tanto tempo acordada, a cidade se permitiu um breve e merecido descanço. Se não fosse o caos e as poucas luzes de emergência, provavelmente esse sono teria sido mais profundo.

Personagem novo2

Foi lindo! Da janela do meu quarto eu via um mar de prédios escuros, apenas com aquela luzinha vermelha no topo. Dava para ouvir, bem distante, o som das buzinas e das sirenes. Pouco a pouco o barulho foi diminuindo e por volta da meia noite já não se ouvia nada! Nesse clima de tranquilidade tão atípico, acendi uma vela e me pus a desenhar. Em pouco tempo eu consegui fazer mais de 15 desenhos, um atrás do outro. Na companhia do meu nostalgico mp3 à pilha (nem tão nostálgico assim), eu ouvia as notícias da noite nas poucas rádios que ainda transmitiam.

Enquanto boa parte dos paulistanos dormia ou se fudia na rua, eu aproveitei a ausência da televisão para dar asas à minhas inspiração.

Eu sei dos transtornos que o apagão causou, e eu realmente lamento por todos eles, em especial por aqueles vividos nos hospitais! Mas eu, no conforto da minha casa, adorei o apagão! A cidade pregou uma peça nos seus inquietos, estressados e barulhentos moradores. Durou pouco, mas durante breves horas São Paulo ignorou os gritos e os apelos dos paulistanos e permaneceu de olhos fechados.

Quando a luz voltou, foi um espetáculo à parte. Sentado na minha janela, fumando meu cigarrinho e admirando a escuridão, eu observei as luzes se acendendo, aos poucos, bem lentamente, como se fosse um longo e aconchegante bocejo. Junto com a luz, voltou também a barulheira de antes, com os gritos daqueles que ainda estavam na rua e os alarmes soando loucamente, como se fosse um neném que acorda no meio da noite. Não aguentei, tive em acesso de riso louco e descontrolado, numa mistura de alegria e tristeza. Alegria, porque percebi a ironia que ninguém percebeu. Tristeza, porque tinha acabado minha inspiração, e provavelmente demoraria  mais 10 anos para acontecer novamente.

Mas a cidade de São Paulo, na sua eterna benevolência, parecia estar satisfeita e descansada com aquele breve cochilo, e dava para ver no céu uma lua minguante, discretamente escondida entre as nuvens, como se fosse um sorrisinho cínico no cantinho da boca.

Enquanto São Paulo dormia, eu me mantive acordado e vigiei esse sono tão raro e tão merecido, dessa cidade tão linda e maravilhosa que nunca dorme, mas que nessa noite, cochilou!

Apagão2

A única coisa que eu lamentei, foi ter perdido metade da entrevista do Ronaldo no programa do Jô.

Anúncios

14 Comentários

  1. Brenno Pereira Machado said,

    10 anos? Para que esperar tudo isso? Volta para Sorocaba, que você um apagão por semana! Um abraço à CPFL por nos trazer essas emoções indescritíveis \o/

    Agora sobre essa merda, digo, blecaute que ocorreu ontem. Fui um C$##$ mesmo, ainda mais quando você tem que atravessar o centro de Sorocaba, disputando espaço com pessoas que você nunca viu, digo não vê… bah, as duas coisas. E quando chega num cruzamento, rezar para achar uma brecha para passar.
    E o pior é ir tateando quando já esta naquele seu bairro pacato, onde todo mundo é pobre ou dorminhoco e não está de carro na rua para iluminar teu caminho, trabalho que a Lua, mesmo minguada poderia fazer, mas até ela deu um jeito de tirar um cochilo atrás das nuvens, vê-se pode, mais antes antes da Lua Nova.

    Mas apesar de toda essa reclamação, o caminho de volta para casa foi feito com um grande sorriso. Não sei se é por fluir algum tipo de aura negra em mim ou se é pura babaquice mesmo (acho que essa última é mais plausível).

    Bom vou dormir, e vê se não me coloca mais nada nesse blog durante a matina, vá dormir também. =p

    Até mais, cuide-se.

    • paivafp said,

      Pode crer, em Sorocaba tinha queda de luz direto. Mas nenhuma delas foi tão longa quanto essa.

      Poxa, vou tentar postar no horário do almoço, que tal? hehehehe. Pena que a inspiração vem por volta das 8 da noite, e eu acabo publicando perto da meia noite, hehehe.
      Valew!
      ABraço

  2. pedro (: said,

    eles vão reprisar a entrevista (:
    não é legal? você é quase um ganhador de mega-sena…só que sem aqueles milhões de dinheiros e as coisas compráveis…

    • paivafp said,

      Vão reprisar mesmo? Agora, ou soh quando passam aquelas reprises de sempre? Enfim, bom saber que vou poder ver na íntegra.
      Sabe, eu nunca tinha pensado desse jeito, hehehe
      Abraço, valew pela visita!

  3. paivafp said,

    Amiguxos!!! Estou tendo a honra de postar o centésimo comentário no meu próprio blog! Engraçado neh? Eu fiz o primeiro comentário, e agora estou fazendo o centésimo! Mas isso não significaria nada se não fossem os 98 comentários que fizeram entre eles. Além dos comentários, foram mais de MIL visitas! Nenhuma palavra, nenhuma tirinha, nenhum desenho é capaz de exprimir minha gratidão. O que eu posso fazer então é continuar escrevendo e desenhando, cada vez “menos pior” do que a anterior, contando sempre com a fidelidade e agentileza de vocês!
    ABraços!

  4. Dini said,

    Fiquei na minha janela olhando a escuridão por longos minutos…foi um prazer inexplicável… me senti em outra cidade, mas em casa…
    Só lamento por não ter conseguido me comunicar com uma pessoa e por ter perdido a entrevista do Ronaldo..mas acabei fumando um arguilezinho e dei algumas risadas com meu irmão e meus amigos.
    As vezes eu gosto da falta de energia elétrica. Foi prazeroso, porém no dia errado.

  5. Daniel "Beça" said,

    Nessa “Terça in the darkness” eu fiquei foi estarrecido. Que situação mais bizarra cara! Fui ouvindo as notícias e ficando mais chocado com isso tudo. Por mais que eu soubesse que o sistema de energias estava capengando desde 99, fiquei tão chocado que chegou ao ponto do espanto absurdo e depois do deslumbre sem nexo, foi uma misturança de sentimentos maluca.
    Voltando ao post em si: Cara, fiquei deveras maravilhado com o jeito que você amarrou a tira, o texto e o desenho. Isso foi totalmente profissional cara! Continue assim. Sobre as estatísticas do seu blog, eu quero ser assim quando eu crescer! Hehehe

  6. Carol said,

    Como a minha cidade SÓ dorme, e o apagão aqui durou coisa de 1 minuto, eu não sei e nem imagino qual o sentimento sofrido na noite do apagão pelos paulistanos, maaas acredito que pela alegria no seu texto e pela qualidade dos desenhos, pra você, foi quase que umas férias da bagunça e um mergulho na imensidão da escuridão e da inspiração…

    Eu, na terça escura (que aqui não foi escura coisíssima nenhuma), tomei um enorme susto e pronto. Aí acabou minha historia do apagão. hahaha

    Se a escuridão tiver deixado metade da inspiração, vc deve ter desenho e textos até o final do ano…

    Parabéns, de novo, Fe
    Beijão

  7. Junior said,

    Rapaz, pra mim a cidade não dormiu, fiquei no terraço do prédio com os compadres tocando violão até as 6 da matina. E no outro dia cedo, beeeem cedo, de pé para a labuta.

  8. Daniel "Beça" said,

    Alô Alô criançada! Hoje tem sabe o que? Mais tirinhas no Ofensivo por Natureza! É isso mesmo! Mais tiras do mal para toda a família! Acessem e deixem seus lindos comentários!! http://ofensivopornatureza.blogspot.com -> só clicar no link!

  9. Jefhcardoso said,

    A luz de velas?! Cara, essa compulsão criativa não vai te dar paz nessa vida, amigo. Você está se revelando um Marquês de Sade à paulistana. E suas “filosofadas fecais” são originalíssimas. Mas e esse mamão da metáfora… Se for papaia vá lá humanidade, mas se for formosa, cara, tem coisas que qualquer vivente duvida.
    Abraço, grande Zezito! A luta continua; e dessa vez não tenho um post para cobrar retribuição de visita. Pensando bem, tenho sim, tenho mais de 80. E na maior parte sem um misero comentário que seja. Portanto faço-lhe o convite; esteja à vontade para entrar em minha casa na internet e comentar um de meus filhos, seja qual for; do caçula ao primogênito (http://jefhcardoso.blogspot.com.br/). Posso esperar?

  10. Daniel "Beça" said,

    Ainda sobre a quantidade de tiras diárias, eu tenho um caderninho de notas só com rascunhos de tiras para postar e como o caderno é novo, ainda to nas primeiras paginas e não tenho certeza de que todas vinguem ou sigam exatamente o que está no rascunho, como sempre acontece…

  11. LP/Doug/SS4 said,

    Hehehehehehe … São Paulo a cidade que nunca dorme!
    Não sei o que é viver em lugar como esse =/

    É tragico e cômico, triste e absurdamente engraçado um fato que acho que muitos de nós já perceberam e que a cada vez que um “fenômeno” como o apagão (ou coisa qualquer como o microondas quebrado) acontece, esse fato, essa verdade mais do que absoluta e certa é jogada nas nossas caras!

    O ser humano se tornou um perfeito escravo de suas tecnologias. Uma escravidão sem fim, onde aquilo que é feito para te auxiliar, ganhar tempo, ou simplesmente lhe proporcionar conforto acaba por prender o mesmo ser humano numa teia mortal e estressante de facilidades. A ausência das nossas “algemas” liberta ambientes como São Paulo, Sorocaba e centenas de cidades dos 18 estados atingidos pelo apagão! O sorriso de lua é a expressão de gozação da natureza ao nos ver nessa situação.

    P.S. Como você, eu adorei esse apagão! Por n motivos! =)
    Ahh … apareça na Unesp um dia desses pra gent trocar uma idéia! Prometo q ajudo no dinheiro do passe ou na gasolina do carro! KKKKKKKKKKK

    Abraços de Urso \o/

  12. lanny said,

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: